A luta pelo topo da classificação do Dakar continua a apaixonar os adeptos das motos de competição. Numa altura em que está completa a 5ª etapa, o espanhol Joan Barreda da Honda venceu nesse dia, enquanto o francês van Beveren em Yamaha lidera a classificação final. Fausto Mota está no 54º posto.

Após a “dobradinha” da Yamaha na 4ª etapa, os pilotos da casa nipónica foram os primeiros a abrir a pista na 4ªf, dia em que se realizou uma Especial cronometrada com 266 km de extensão. O francês terminou a 5ª etapa na 5ª posição. No final este revelou que “estou muito satisfeito com a minha prestação de hoje. Foi uma etapa difícil e algumas partes a areia era tão macia que as motos se enterravam. Rodei juntamente com o Xavier [de Soultrait] e ajudámo-nos mutuamente quando necessário. Estou bastante satisfeito com o espírito de equipa, que é bastante importante neste tipo de provas. A minha WR450F Rally está a portar-se lindamente até agora.

O segundo classificado na etapa foi o piloto da KTM, Matthias Walkner que é agora 3º da geral. No final do dia, o piloto referiu que “Este foi um dia bastante cansativo. Diziam que este ano o rally ia ser mais duro e seguramente que este é o Dakar mais duro para mim. Após ter partido em terceiro, dei o meu melhor para seguir os pilotos da frente – é sempre um jogo entre a navegação e escolher o nosso próprio caminho ou apenas seguir os trilhos e arriscar um pouco mais. Hoje tentei realmente arriscar, mas mantive o meu olhar no road-book e felizmente deu resultado. Após cinco dias a pilotar, começo a sentir-me um pouco dorido e tive um pequeno acidente hoje e magoei-me um pouco, o que não ajudou muito. Ainda há uma grande parte do rally para disputar e as coisas estão a ir bem. Existe apenas um minuto entre os três primeiros e preciso de estar concentrado e espero que a Bolívia e a Argentina sejam benéficas para nós”.

Kevin Benavides terminou a etapa no 3º posto, sendo agora 2º da geral que disse “A ideia era sair e atacar e tudo correu bem, mas tive um ligeiro contratempo com a gasolina e perdi um pouco de tempo a solucionar o problema. Fui em frente, forçando o andamento, quando apanhei um pequeno susto e acalmei. Acabei em terceiro e acho que foi uma boa etapa. As dunas eram muito moles e havia bastante “fesh-fesh” e a segunda especial ficou estragada pelos automóveis e camiões que passaram antes de nós.”

Laia Sanz na KTM continua a liderar a Categoria das Senhoras, estando quase a atingir o top ten.

A etapa de hoje tem partida e chegada em Amodjar e uma extensão de 488 quilómetros dos quais 340 são cronometrados.

A classificação até à 5ª etapa é a seguinte:

1 4 YAMALUBE YAMAHA OFFICIAL RALLY TEAM 14H 37′ 40”
2 47 MONSTER ENERGY HONDA TEAM 14H 38′ 40” + 00H 01′ 00”
3 2 RED BULL KTM FACTORY TEAM 14H 38′ 54” + 00H 01′ 14”
4 5 MONSTER ENERGY HONDA TEAM 14H 45′ 13” + 00H 07′ 33”
5 8 RED BULL KTM FACTORY TEAM 14H 48′ 19” + 00H 10′ 39”
6 19 RED BULL KTM FACTORY TEAM 14H 49′ 52” + 00H 12′ 12”
7 3 HIMOINSA RACING TEAM. 14H 53′ 04” + 00H 15′ 24”
8 10 ROCKSTAR ENERGY HUSQVARNA FACTORY RACING 14H 53′ 52” + 00H 16′ 12”
9 20 MONSTER ENERGY HONDA TEAM 15H 03′ 28” + 00H 25′ 48”
10 9 SLOVNAFT RALLY TEAM 15H 04′ 02” + 00H 26′ 22” 00H 01′ 00”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here