O fim-se-semana em solo espanhol acabou por ter um sabor agridoce! Por um lado, o grave acidente de Pedro Nuno, mas por outro, a brilhante prestação de Ivo Lopes!

Um pouco mais de um mês do piloto da Yamaha ter sido operado, alinhou na ronda espanhola de Aragão apostado em ganhar ritmo, objectivo esse cumprido logo no primeiro dia de treinos livres. O piloto de Lisboa deu bons indícios, e a velocidade no traçado do Motorland aumentava os níveis de confiança da equipa da ENI/Motor7/Pequeno Motos.

Nos treinos cronometrados, Lopes aproximou-se do grupo da frente e conseguiu mesmo entrar para o restrito grupo do segundo “56”, terminado a qualificação na quarta posição. Com a motivação em alta, e confiança numa possível vitória, Ivo Lopes entrou com tudo na corrida, mas um pequeno problema técnico fez com que perdesse a confiança, não indo além da nona posição final na classe Superstock 600.

A próxima ronda do RFME disputa-se no primeiro dia de Outubro, no traçado de Albacete.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here