A Liqui Moly, especialista alemã em óleos de motor e aditivos, alarga a sua colaboração nas duas rodas. As motos do construtor espanhol Rieju, estão agora também disponíveis, de fábrica, com óleo da Liqui Moly. “O facto de não só os motociclistas, como também os construtores de motos confiarem na nossa qualidade constitui uma distinção especial para nós”, afirmou Carlos Travé, responsável pela área de motos na Liqui Moly.

Há três anos que a Liqui Moly trabalha com a Beta em Itália. Também aí, as motos saem todas da fábrica com óleo Liqui Moly. O facto de a Rieju ter optado pela Liqui Moly é mais um passo no negócio de OEM.

“Com o seu empenho no MotoGP, a Liqui Moly conseguiu dar-se a conhecer na área das motos”, afirmou Jordi Riera, gerente da Rieju. Todas as equipas do Moto2 e Moto3 usam óleo da Liqui Moly. “Estamos orgulhosos por ter encontrado um parceiro que não faz concessões em termos de qualidade.”

Por isso, a colaboração não se restringe a produtos para as novas motos. As duas empresas estão a planear presenças conjuntas em feiras, acções publicitárias e campanhas de comercialização. O objectivo passa por adoptar uma estratégia a longo prazo para aproveitarem sinergias e aumentarem os lucros.

Tal como na sua actividade principal, o sector automóvel, a Liqui Moly também tem como filosofia oferecer uma gama muito extensa de produtos químicos no sector das motos. Por isso, não só dispõe de óleos de motor e aditivos, como também óleos para suspensão, óleos para caixas de velocidades, spray para correias, produtos de tratamento de revestimentos em pele e muito mais. Todos estes produtos são da mesma marca, complementam-se entre si e estão adaptados às necessidades das motos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here