Miguel Oliveira cumpriu o prometido e presenteou o grande número de fãs presente nas bancadas com a tão desejada terceira vitória consecutiva na 18ª e final ronda do Campeonato Mundial de Motociclismo, o Grande Prémio Motul da Comunidade Valenciana. Mais uma exibição de excelência, mais um feito para o jovem português natural de Almada, a fazer novamente entoar a Portuguesa no mais alto escalão da competição motorizada do mundo.

Supremo durante toda a prova, o piloto da Red Bull KTM Ajo provou mais uma vez toda a sua destreza e excepcional forma ao construir metodicamente a sua progressão na prova. Após conseguir tomar a posição a um renitente Alex Marquéz, Miguel Oliveira viu-se a uma distância considerável do líder da prova, Franco Morbidelli, mas não estava nos seus planos contentar-se com o 2º lugar. O intrépido piloto português planeou o ataque e começou a pô-lo em execução de imediato, perseguindo com uma determinação inabalável o piloto italiano, que viu a sua vantagem de mais de 2 segundos evaporar-se em poucas voltas. A 6 voltas do final, Miguel Oliveira desferiu o golpe de mestre e ultrapassou o adversário numa manobra de classe mundial, deixando o campeão em título a ter de se conformar em vê-lo afastar-se. O astro português foi o primeiro a cruzar a bandeira de xadrez, pela terceira vez consecutiva, mais de 2 segundos antes do 2º classificado, Franco Morbidelli.

#44 Miguel Oliveira
“Só percebi que tinha ritmo para apanhar o Morbidelli quando tive a pista desimpedida à minha frente. Não foi fácil ultrapassar o (Alex) Marquez, mas assim que tive apenas o Franco (Morbidelli) à minha frente percebi que ele não estava a ganhar mais tempo. Pensei que devia manter-me calmo e talvez conseguisse apanhá-lo no final da corrida. Estava a puxar o andamento mas não a puxar demasiado porque não queria fazer nenhum erro. Finalmente apanhei-o; desta vez não fiquei à espera e ultrapassei-o imediatamente. Depois foi pôr a cabeça baixa e construir uma distância. É surreal, não tenho palavras para descrever. Estas últimas três corridas foram incríveis para toda a equipa, estamos muito confiantes para a próxima temporada.”

Miguel Oliveira fechou com chave de ouro o Campeonato Mundial de Motociclismo, repetindo o feito de 2015, o qual se antecipava depois das duas últimas prestações. O triunfo em Valência garantiu-lhe o hat trick de vitórias e um formidável 3.º lugar na geral, a apenas dois pontos de 2.º classificado, Thomas Luthi. Em 18 arranques neste campeonato e em ano de estreia do projecto Red Bull KTM Ajo em Moto2, são seus 9 pódios, 2 pole positions e 3 vitórias, somando 241 pontos.

Resultados da Corrida:
1. Miguel Oliveira (KTM) com 43min15.843s
2. Franco Morbidelli (Kalex) + 2.154s
3. Brad Binder (KTM) + 4.181s
4. Francesco Bagnaia (Kalex) + 11.181s
5. Alex Marquéz (Kalex) + 12.146s

Classificação Geral (Campeonato Mundial de Moto2 2017):
1. Franco Morbidelli (Kalex): 308 pontos
2. Thomas Luthi (Kalex): 243 pontos
3. Miguel Oliveira (KTM): 241 pontos
4. Alex Marquéz (Kalex): 201 pontos
5. Francesco Bagnaia (Kalex): 174 pontos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here