Não fosse uma queda ainda na primeira volta das 21 realizadas ao circuito de Mugello e Miguel Oliveira teria novamente discutido uma vitória no campeonato do mundo de Moto2.

Após ter arrancado na nona posição Miguel Oliveira atacou decidido a primeira travagem e subiu ao sexto posto numa luta directa com Luca Marini. Mas ainda no decorrer da primeira volta uma queda que envolveu os dois pilotos que rodavam na frente de Luca Marini levou a que houvesse uma separação face ao quarteto que ficou na frente. Oliveira precisou de algumas voltas para de desembaraçar de Marini e descolar do rival, mas quando o fez estava a mais de três segundos do grupo da frente.

Sempre no mesmo ritmo que estes até ao final da corrida o piloto da KTM conseguiu nas últimas voltas recuperar face a Franco Morbidelli mas no final terminou a pouco menos de segundo e meio  do italiano após três voltas onde recuperou mais de dois segundos para este.

“A corrida correu bastante bem. Nas primeiras voltas perdi muito tempo com o Luca Marini com a troca de ultrapassagens entre ambos. Quando passei para a frente consegui sempre um ritmo igual aos primeiros mas o tempo que perdi no início manteve-se e não consegui recuperar. Mas estou muito contente com o trabalho feito este fim‑de‑semana num circuito complicado, Consolidámos a quarta posição no campeonato e isso deixa-me muito contente.”

Um regresso aos bons resultados para Miguel Oliveira e a KTM, com o piloto de Almada a manter a quarta posição do campeonato a oito pontos do terceiro lugar e com 17 de vantagem sobre o quinto antes da próxima ronda do campeonato, a sétima, a realizar entre os dias  9 e 11 de Junho no traçado catalão de Barcelona-Catalunha, a pista onde conseguiu o seu primeiro pódio no campeonato do mundo, estávamos então em 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here