16 anos depois HRC regressa ás SBK

HRC quer levar de novo as Honda para o topo das SBK

Sem resultados dignos dos seus pergaminhos nos últimos anos a Honda Racing Corporation, que muitos conhecem como HRC, vai regressar de forma oficial ao mundial SBK em 2019, 16 anos depois de ali ter estado pela última vez. A revelação foi feita na última edição do Salão de Milão, o EICMA, e do pouco que foi revelado ficou a certeza que em parceria com a Althea e a Moriwaki o HRC vai colocar duas CBR 1000RR SP2 em pista no próximo ano, para Leon Camier e Ryuichi Kiyonari, cabendo a ambos a responsabilidade de conquistar a primeira vitória desde 2016 e lutar pelo primeiro título desde 2007.

Em 2002, derradeiro ano do HRC no campeonato, as cores da equipa eram as da Castrol Honda HRC e a moto era a VTR 1000 com o norte-americano Colin Edwards aos seus comandos. O texano tinha conseguido o seu primeiro título no ano 2000, um ano antes de Troy Bayliss, que em 2002 venceu 14 das primeiras 17 corridas do ano e parecia estar a caminho da revalidação. Mas a recuperação de Edwards deixou o ‘Texas Tornado’ com um ponto de vantagem antes do mítico ‘Imola Showdown’, cabendo ao americano a vitória na primeira corrida.

A segunda corrida decidiu o campeonato e é ainda hoje uma das ‘obras prima’ das Superbike fruto das lutas entre Edwards e Bayliss ao longo da mesma, levando ambos as motos para além dos limites conhecidos e com uma lendária derradeira volta a levar o americano ao primeiro posto final e ao seu segundo título na categoria.

Foi também o ‘canto do cisne’ pois o HRC abandonou nesse mesmo dia o campeonato, ao qual regressa agora de forma oficial com um objectivo claro…voltar ás vitórias e acima de tudo aos títulos mundiais na classe.