O TT da Ilha de Man, possivelmente a corrida de motos em estrada mais célebre do mundo, arrancou a 2 de junho, depois de uma semana de treinos para os pilotos que enfrentam o emblemático traçado.

O TT da Ilha de Man, possivelmente a corrida de motos em estrada mais célebre do mundo, arrancou a 2 de junho, depois de uma semana de treinos para os pilotos que enfrentam o emblemático circuito de TT Mountain de 37,73 milhas (60,72 km). Num evento que apresenta uma competição aberta de pneus entre os fabricantes (cada piloto escolhe com que marca quer correr), a Dunlop compete ativamente para desenvolver as suas tecnologias de pneus para motos. Muitos dos pilotos escolhem a Dunlop ano após ano, evocando as melhores performance, aderência e confiança entre os atributos chave.

A Dunlop, um nome irrevogavelmente vinculado ao TT, competiu em todas as edições realizadas desde 1907, e ajudou os pilotos não só a vencer corridas, mas também a bater inúmeros recordes pelo caminho. A Dunlop aplica essas aprendizagens, e a sua tecnologia vencedora do Campeonato do Mundo de Resistência da FIM, para desenvolver pneus adequados para todas as classes individuais e para todas as motos.

Estas são as razões pelas quais alguns dos melhores pilotos escolheram a Dunlop em 2018:

#1 Conor Cummins – Padgetts Motorcycles – 2 pódios, em busca da primeira vitória no TT

“Creio que este ano temos um excelente conjunto com a Padgetts Motorcycles Honda e os pneus Dunlop. Este ano entro sem lesões e sinto-me bem, em busca da vitória. Os pneus Dunlop oferecem uma excelente aderência, e espero que este ano sejam pneus vencedores de corridas”.

#4 Ian Hutchinson – Honda Racing – recorde de cinco vitórias num ano (2010), 16 vezes vencedor do TT

“Troquei para os pneus Dunlop em 2017 devido aos anteriores sucessos que tinha tido com eles, e nesse momento não estava a ter tal êxito com os que utilizava. Senti que, para ter o melhor pacote global em todas as classes, tinha de estar com a Dunlop. A mina primeira experiência foi no Supersport britânico com a Honda, e lembro que já então a aderência foi fenomenal”.

#6 Michael Dunlop – Tyco BMW / MD Racing – detentor do recorde absoluto da volta 133,962 mph – 15 vitórias no TT

“Piloto para a Dunlop desde os meus primórdios. Conheço bem os pneus, sei o que me dão, e a forma como me fazem sentir sobre a moto – simplesmente fazem o trabalho de que necessito. É preciso forçar e andar nos limites desde o arranque. O pessoal da Dunlop faz todas as alterações necessárias em termos de medidas e compostos, mas, para mim, os pneus nunca mudam verdadeiramente, e isso é o que gosto neles. O que se obtém na primeira volta, mantém-se: demonstrei-o em 2016, ao estabelecer a primeira volta abaixo de 17 na primeira passagem, e ao fazê-lo novamente na segunda volta”.

#9 David Johnson – Gulf BMW

“Tenho estado com a Dunlop desde que comecei no TT, têm cuidado de mim durante toda a minha carreira, e creio que é o melhor pneu para esta corrida. Pode forçar-se muito desde o início, inclusivamente sobre o pneu dianteiro ao longo de Quarterbridge, e tem que se fazer isso mesmo, já que há a pilotos a fazer 133s a partir de um arranque parado – mas não há problema com os Dunlop, mesmo na segunda volta são tão previsíveis, são o que é necessário para o TT”.

#10 Peter Hickman – Smiths Racing BMW / Trooper Triumph de Smiths Racing / KMR Kawasaki – O estreante mais rápido (2014) – cinco pódios em cinco corridas 2017

“Os pneus Dunlop têm estado a meu lado desde que comecei, foram o primeiro pneu com que participei, pelo que tenho uma longa história com eles. Quando fiz o meu primeiro TT, porque é uma competição aberta de pneus, fui diretamente à Dunlop e, desde então, não tenho utilizado outra coisa. Oferecem a consistência que é essencial, e, para mim, são fundamentais para o TT. Agora, há mais concorrentes que se mudam para a Dunlop, e isso deve-se ao facto de que os que ganham, estão a ganhar com pneus Dunlop”.

#11 Josh Brookes – Norton Motorcycles / McAms Yamaha – alcançou com a Norton a volta mais rápida de uma moto britânica

“Enquanto um quase recém-chegado ao TT, confio que os Dunlop me darão a informação de que necessito, e sei que posso confiar neles. O pneu traseiro é uma enorme prepcupação para a maioria dos pilotos, em busca de mais aderência e maneabilidade, mas, para mim, ter um pneu dianteiro que funcione bem é igualmente importante. Desde que estou com a Dunlop, uso os pneus e transmito-lhes a minha opinião, e, até agora, tem sido uma experiência muito positiva”.

#13 Lee Johnston – Honda Racing / Padgetts Racing / Team Mugen – duplo pódio e piloto de testes e desenvolvimento da Dunlop

“Enquanto piloto de testes e desenvolvimento, tenho agora a oportunidade de testar muito mais pneu, existem 2 ou 3 pneus diferentes para testar, e tem sido incrível ver o esforço realizado por toda a equipa da Dunlop. Tenho corrido com a Dunlop durante toda a mina carreira, operaram-se algunas grandes mudanças nesse período, mas uma das mais importantes para mim foi trocar para o 205 traseiro.”

O TT da Ilha de Man, possivelmente a corrida de motos em estrada mais célebre do mundo, arrancou a 2 de junho, depois de uma semana de treinos para os pilotos que enfrentam o emblemático circuito de TT Mountain de 37,73 milhas (60,72 km). Num evento que apresenta uma competição aberta de pneus entre os fabricantes (cada piloto escolhe com que marca quer correr), a Dunlop compete ativamente para desenvolver as suas tecnologias de pneus para motos. Muitos dos pilotos escolhem a Dunlop ano após ano, evocando as melhores performance, aderência e confiança entre os atributos chave.

A Dunlop, um nome irrevogavelmente vinculado ao TT, competiu em todas as edições realizadas desde 1907, e ajudou os pilotos não só a vencer corridas, mas também a bater inúmeros recordes pelo caminho. A Dunlop aplica essas aprendizagens, e a sua tecnologia vencedora do Campeonato do Mundo de Resistência da FIM, para desenvolver pneus adequados para todas as classes individuais e para todas as motos.

Estas são as razões pelas quais alguns dos melhores pilotos escolheram a Dunlop em 2018:

#1 Conor Cummins – Padgetts Motorcycles – 2 pódios, em busca da primeira vitória no TT

“Creio que este ano temos um excelente conjunto com a Padgetts Motorcycles Honda e os pneus Dunlop. Este ano entro sem lesões e sinto-me bem, em busca da vitória. Os pneus Dunlop oferecem uma excelente aderência, e espero que este ano sejam pneus vencedores de corridas”.

#4 Ian Hutchinson – Honda Racing – recorde de cinco vitórias num ano (2010), 16 vezes vencedor do TT

“Troquei para os pneus Dunlop em 2017 devido aos anteriores sucessos que tinha tido com eles, e nesse momento não estava a ter tal êxito com os que utilizava. Senti que, para ter o melhor pacote global em todas as classes, tinha de estar com a Dunlop. A mina primeira experiência foi no Supersport britânico com a Honda, e lembro que já então a aderência foi fenomenal”.

#6 Michael Dunlop – Tyco BMW / MD Racing – detentor do recorde absoluto da volta 133,962 mph – 15 vitórias no TT

“Piloto para a Dunlop desde os meus primórdios. Conheço bem os pneus, sei o que me dão, e a forma como me fazem sentir sobre a moto – simplesmente fazem o trabalho de que necessito. É preciso forçar e andar nos limites desde o arranque. O pessoal da Dunlop faz todas as alterações necessárias em termos de medidas e compostos, mas, para mim, os pneus nunca mudam verdadeiramente, e isso é o que gosto neles. O que se obtém na primeira volta, mantém-se: demonstrei-o em 2016, ao estabelecer a primeira volta abaixo de 17 na primeira passagem, e ao fazê-lo novamente na segunda volta”.

#9 David Johnson – Gulf BMW

“Tenho estado com a Dunlop desde que comecei no TT, têm cuidado de mim durante toda a minha carreira, e creio que é o melhor pneu para esta corrida. Pode forçar-se muito desde o início, inclusivamente sobre o pneu dianteiro ao longo de Quarterbridge, e tem que se fazer isso mesmo, já que há a pilotos a fazer 133s a partir de um arranque parado – mas não há problema com os Dunlop, mesmo na segunda volta são tão previsíveis, são o que é necessário para o TT”.

#10 Peter Hickman – Smiths Racing BMW / Trooper Triumph de Smiths Racing / KMR Kawasaki – O estreante mais rápido (2014) – cinco pódios em cinco corridas 2017

“Os pneus Dunlop têm estado a meu lado desde que comecei, foram o primeiro pneu com que participei, pelo que tenho uma longa história com eles. Quando fiz o meu primeiro TT, porque é uma competição aberta de pneus, fui diretamente à Dunlop e, desde então, não tenho utilizado outra coisa. Oferecem a consistência que é essencial, e, para mim, são fundamentais para o TT. Agora, há mais concorrentes que se mudam para a Dunlop, e isso deve-se ao facto de que os que ganham, estão a ganhar com pneus Dunlop”.

#11 Josh Brookes – Norton Motorcycles / McAms Yamaha – alcançou com a Norton a volta mais rápida de uma moto britânica

“Enquanto um quase recém-chegado ao TT, confio que os Dunlop me darão a informação de que necessito, e sei que posso confiar neles. O pneu traseiro é uma enorme prepcupação para a maioria dos pilotos, em busca de mais aderência e maneabilidade, mas, para mim, ter um pneu dianteiro que funcione bem é igualmente importante. Desde que estou com a Dunlop, uso os pneus e transmito-lhes a minha opinião, e, até agora, tem sido uma experiência muito positiva”.

#13 Lee Johnston – Honda Racing / Padgetts Racing / Team Mugen – duplo pódio e piloto de testes e desenvolvimento da Dunlop

“Enquanto piloto de testes e desenvolvimento, tenho agora a oportunidade de testar muito mais pneu, existem 2 ou 3 pneus diferentes para testar, e tem sido incrível ver o esforço realizado por toda a equipa da Dunlop. Tenho corrido com a Dunlop durante toda a mina carreira, operaram-se algunas grandes mudanças nesse período, mas uma das mais importantes para mim foi trocar para o 205 traseiro.”

de 37,73 milhas (60,72 km).

Num evento que apresenta uma competição aberta de pneus entre os fabricantes (cada piloto escolhe com que marca quer correr), a Dunlop compete ativamente para desenvolver as suas tecnologias de pneus para motos. Muitos dos pilotos escolhem a Dunlop ano após ano, evocando as melhores performance, aderência e confiança entre os atributos chave.

A Dunlop, um nome irrevogavelmente vinculado ao TT, competiu em todas as edições realizadas desde 1907, e ajudou os pilotos não só a vencer corridas, mas também a bater inúmeros recordes pelo caminho. A Dunlop aplica essas aprendizagens, e a sua tecnologia vencedora do Campeonato do Mundo de Resistência da FIM, para desenvolver pneus adequados para todas as classes individuais e para todas as motos.

Estas são as razões pelas quais alguns dos melhores pilotos escolheram a Dunlop em 2018:

Conor Cummins – Padgetts Motorcycles – 2 pódios, em busca da primeira vitória no TT

“Creio que este ano temos um excelente conjunto com a Padgetts Motorcycles Honda e os pneus Dunlop. Este ano entro sem lesões e sinto-me bem, em busca da vitória. Os pneus Dunlop oferecem uma excelente aderência, e espero que este ano sejam pneus vencedores de corridas”.

Ian Hutchinson – Honda Racing – recorde de cinco vitórias num ano (2010), 16 vezes vencedor do TT

“Troquei para os pneus Dunlop em 2017 devido aos anteriores sucessos que tinha tido com eles, e nesse momento não estava a ter tal êxito com os que utilizava. Senti que, para ter o melhor pacote global em todas as classes, tinha de estar com a Dunlop. A mina primeira experiência foi no Supersport britânico com a Honda, e lembro que já então a aderência foi fenomenal”.

Michael Dunlop – Tyco BMW / MD Racing – detentor do recorde absoluto da volta 133,962 mph – 15 vitórias no TT

“Piloto para a Dunlop desde os meus primórdios. Conheço bem os pneus, sei o que me dão, e a forma como me fazem sentir sobre a moto – simplesmente fazem o trabalho de que necessito. É preciso forçar e andar nos limites desde o arranque. O pessoal da Dunlop faz todas as alterações necessárias em termos de medidas e compostos, mas, para mim, os pneus nunca mudam verdadeiramente, e isso é o que gosto neles. O que se obtém na primeira volta, mantém-se: demonstrei-o em 2016, ao estabelecer a primeira volta abaixo de 17 na primeira passagem, e ao fazê-lo novamente na segunda volta”.

David Johnson – Gulf BMW

“Tenho estado com a Dunlop desde que comecei no TT, têm cuidado de mim durante toda a minha carreira, e creio que é o melhor pneu para esta corrida. Pode forçar-se muito desde o início, inclusivamente sobre o pneu dianteiro ao longo de Quarterbridge, e tem que se fazer isso mesmo, já que há a pilotos a fazer 133s a partir de um arranque parado – mas não há problema com os Dunlop, mesmo na segunda volta são tão previsíveis, são o que é necessário para o TT”.

Peter Hickman – Smiths Racing BMW / Trooper Triumph de Smiths Racing / KMR Kawasaki – O estreante mais rápido (2014) – cinco pódios em cinco corridas 2017

“Os pneus Dunlop têm estado a meu lado desde que comecei, foram o primeiro pneu com que participei, pelo que tenho uma longa história com eles. Quando fiz o meu primeiro TT, porque é uma competição aberta de pneus, fui diretamente à Dunlop e, desde então, não tenho utilizado outra coisa. Oferecem a consistência que é essencial, e, para mim, são fundamentais para o TT. Agora, há mais concorrentes que se mudam para a Dunlop, e isso deve-se ao facto de que os que ganham, estão a ganhar com pneus Dunlop”.

Josh Brookes – Norton Motorcycles / McAms Yamaha – alcançou com a Norton a volta mais rápida de uma moto britânica

“Enquanto um quase recém-chegado ao TT, confio que os Dunlop me darão a informação de que necessito, e sei que posso confiar neles. O pneu traseiro é uma enorme prepcupação para a maioria dos pilotos, em busca de mais aderência e maneabilidade, mas, para mim, ter um pneu dianteiro que funcione bem é igualmente importante. Desde que estou com a Dunlop, uso os pneus e transmito-lhes a minha opinião, e, até agora, tem sido uma experiência muito positiva”.

Lee Johnston – Honda Racing / Padgetts Racing / Team Mugen – duplo pódio e piloto de testes e desenvolvimento da Dunlop

“Enquanto piloto de testes e desenvolvimento, tenho agora a oportunidade de testar muito mais pneu, existem 2 ou 3 pneus diferentes para testar, e tem sido incrível ver o esforço realizado por toda a equipa da Dunlop. Tenho corrido com a Dunlop durante toda a mina carreira, operaram-se algunas grandes mudanças nesse período, mas uma das mais importantes para mim foi trocar para o 205 traseiro.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here