A equipa oficial da Kawasaki dominou por completo a corrida disputada hoje no traçado de Imola, em Itália, com Jonathan Rea a cortar a linha na 1ª posição, com o seu companheiro de equipa Tom Skyes a subir ao degrau de honra. Só depois surgiram as Ducati, com Marco Melandri a não conseguir bater a formação nipónica.

O Campeonato do Mundo de Superbikes continua a despertar um imenso interesse desportivo, sendo as equipas Ducati e a Kawasaki as grandes dominadoras até esta altura. Desta feita, foi a vez da Kawasaki dominar sem qualquer oposição a 1ª corrida das provas em Imola, com Jonathan Rea a ser um vencedor que praticamente nunca foi incomodado ao longo das 19 voltas que fizeram desta corrida, uma prova morna em termos de liderança.

Jonathan Rea tem sido o piloto a bater este ano no Mundial de Superbikes e na prova disputada hoje em Imola saiu como um vencedor sem oposição.

Tom Skyes, também da equipa oficial da Kawasaki manteve a 2ª posição desde a largada, com os pilotos da Ducati a sentirem a falta de potência das suas Panigali para se chegarem às motos nipónicas. Marco Melandri soube aproveitar o seu andamento superior para gerir a vantagem face ao seu companheiro de equipa, na fase inicial da corrida. No entanto, o piloto britânico Chaz Davies falhou uma travagem, saindo pela escapatória no decorrer da 7ª volta, tendo sido assim penalizado. Mesmo assim, este recuperou até ao 4º posto final tendo sido um dos homens do dia, depois de disputar esta mesma posição com o espanhol Xavi Fores que se teve que contentar com o lugar seguinte.

Tom Skyes teve uma actuação brilhante na prova de hoje, voltando a seguir o chefe de fila Jonathan Rea.

Já no final da 1ª corrida deste fim-de-semana disse que “estava bastante confiante com este set-up e a classificação foi a melhor. Ontem parecia bem pior na folha de tempos, mas hoje tudo correu pelo melhor. Apenas perdi uns perdi uns milésimos de segundos comparando com o Jonathan. Tive a pista livre na maior parte do dia de hoje w pude utilizar a moto da melhor forma possível. Apenas segui as indicações relativas aos pneus da frente e de trás, já que em algumas zonas do traçado fugia um pouco de frente. Precisamos de melhorar alguns aspectos para amanhã de modo a que possa puxar ainda mais no início da corrida dois.”

Amanhã irá disputar-se nova corrida, sendo de esperar que a equipa transalpina responda à dominância da Kawasaki.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here