CN Enduro 2024 – Julien Roussaly conquista o título em Tábua

Na penúltima ronda da temporada 2024 do Campeonato Nacional de Enduro o título ficou decidido a favor de Julien Roussaly.

enduro

O desfecho da temporada 2024 do Campeonato Nacional de Enduro, competição sob a égide da Federação de Motociclismo de Portugal (FMP), cedo começou a desenhar-se esta temporada, pelo menos no que respeita ao título Elite Absoluto.

Isto porque o piloto francês da Sherco, Julien Roussaly, dominou de forma indiscutível e acabou por traduzir em Tábua, a uma jornada do fim do campeonato, o seu domínio com o título de campeão.

Na verdade, a vitória de Roussaly em Tábua permitiu-lhe garantir o triunfo antecipado na corrida aos títulos de Elite Absoluto e Elite 2, fechando desde já as contas dessas classes do Campeonato Nacional de Enduro.

Mas o fim de semana endurista organizado pela Associação MK Makinas, começou no sábado, com a segunda ronda do Campeonato Nacional de Mini Enduro. A chuvada caída na madrugada de sexta-feira para sábado obrigou a efetuar ligeiras alterações nas especiais que as mais de três dezenas de inscritos – para as classes de Mini Enduro e Clássicas – iriam enfrentar.

Nos Infantis, Santiago Pereira (Yamaha) repetiu o triunfo obtido na primeira ronda em Góis, liderando isolado a classe, mas em Tábua teve a oposição de Maria Inês Santos (Yamaha), que veio do Motocross para subir ao lugar intermédio do pódio após uma prestação em crescendo, com Martim Alves (Yamaha) em 3º lugar.

enduro

Entre os Juvenis foi Gustavo Pitschieller (KTM) a conseguir, na fase final, superar a liderança de Robi Tikkanen (GasGas), com o vencedor da primeira prova, Simão Severino (Yamaha), a terminar em terceiro.

Na classe de Juniores, Domingos Cunha (Yamaha) liderava desde a primeira especial, ganhando tempo paulatinamente a Luís Brandão (KTM), mas um deslize na derradeira especial abriu o caminho para o triunfo de Luís Brandão por 4,1 segundos sobre Cunha, com Afonso Cruz (KTM) mais distante a fechar em terceiro lugar nesta ronda de Tábua.

Nas Clássicas, António Oliveira (classe 1), Cristóvão Nogueira (classe 2), Manuel Moura (classe 3), José Nogueira (classe 4) e Renato Lourenço (classe 5), todos em Honda, foram os vencedores.

No domingo teve lugar o III Enduro de Tábua, sexta e penúltima ronda do Campeonato Nacional de Enduro, uma prova que teve um número invulgarmente reduzido de inscritos, com ‘apenas’ 113 participantes. Uma consequência de uma série de condicionantes que se verificaram nesse fim de semana.

Com a prova reduzida de três voltas e meia para três, Julien Roussaly (Sherco) venceu 8 das 9 especiais (a exceção foi para Luís Oliveira, na segunda passagem pela Enduro Test), a caminho de mais um triunfo nesta temporada 2024 e da conquista do campeonato, conforme já referimos inicialmente, quando estamos a uma ronda do fim.

Luís Oliveira (Yamaha) terminou o III Enduro de Tábua em 2º lugar a 44 segundos do rival francês, vencendo na Elite 1 e ampliando a vantagem nesta classe para Bruno Charrua (GasGas), que foi terceiro da geral.

Na classe Open, Ruben Ferreira (Beta) venceu a geral e a Open 1 e pode estar a caminho do título, uma vez que Filipe ‘Taniko’ Oliveira (Beta) chegou em 2º lugar (vencendo a Open 2) mas após uma queda na última especial, o que veio a resultar numa fratura da clavícula. O piloto da Beta Portugal já foi operado, mas não estará em condições de lutar pelo título Open na derradeira ronda do campeonato, no final do mês em Souselas.

No terceiro posto ficou o atual líder do Nacional de Todo-o-Terreno, Martim Ventura (Husqvarna), a fazer uma ‘perninha’ no Enduro com o intuito de treinar e continuar a adaptação em todos os ambientes à sua Husqvarna FE501.

Quem já assegurou a vitória no Troféu Verdes Absoluto foi Fábio Magalhães (Honda), que triunfou em Tábua à frente de Luís Pinto Jr. e Hélio Santos.

Vilde Holt (Husqvarna) voltou a vencer entre as Senhoras, perante a habitual oposição de Mariana Afonso e Francisca Henriques. Manuel Moura (Yamaha) ganhou a classe de Veteranos e passa a liderar o campeonato, por troca com Gil do Carmo, enquanto Cláudio Belchior (KTM) vencia e reforçava o seu comando entre os Super Veteranos.

Rui Sousa (Fantic) ganhou na Promoção à frente de Lucas Cêpa e Hugo Matos, mantendo a incerteza até final na disputa do troféu com Hugo Matos, que mantém a liderança apenas com 3 pontos de vantagem sobre Sousa.

Integrada na ronda de Tábua correram-se ainda provas dos troféus monomarca da GasGas e Sherco, com Pedro Oliveira a ganhar novamente entre as GasGas e Paulo ‘Ballas Jr.’ Gonçalves no Troféu Sherco.

O Campeonato Nacional de Enduro encerra a sua temporada 2024 a 30 de junho em Souselas, com a véspera, 29 de junho, reservada à terceira ronda do Campeonato Nacional de Mini Enduro.

Fique atento a www.motojornal.pt para estar sempre a par de todas as novidades do mundo do desporto em duas rodas. A não perder!