Completar a Estrada N2 agora faz-se de “rotunda a rotunda”

A crescente popularidade da Estrada Nacional N2 levou o município de Faro a proceder a obras de beneficiação junto ao marco "final" da N2, ao KM 738.

Por estes dias começaram a circular nas redes sociais algumas fotos que dão conta da conclusão das obras de beneficiação rodoviária do local onde se encontra o marco do quilómetro 738 da Estrada Nacional 2.

Naquele local, o trânsito fazia-se através de eixos cruzados, mas agora com as obras passamos a ter um fluxo circular através da nova rotunda, que possui no seu interior a inscrição “738” calcetada no pavimento, em alusão ao pendão sinalizador que também ali permanece. E apesar do final deste itinerário, que outrora tinha designação de Estrada Real, só terminar formalmente a cerca de 1260 metros mais adiante na cidade de Faro é neste local que os entusiastas da N2 já antes e habitualmente finalizavam, com a foto da praxe, a conclusão da sua jornada.

Refira-se que a Estrada Nacional 2 (N2) foi inscrita no Plano Rodoviário Nacional, a 11 de Maio de 1945. Esta inscrição transformou-a na coluna dorsal do interior do país, ligando-o de Norte a Sul, de Chaves a Faro, numa extensão de 739,260 km.

É uma das únicas três estradas no mundo e a única na Europa com a sua tipologia, sendo que a “Route 66” está localizada nos Estados Unidos da América e a “Ruta 40” na Argentina.

Esta via permite descobrir, conhecer e sentir várias regiões do País – 11 distritos e 35 concelhos. Detentora de características únicas, a Estrada Nacional 2 (N2), é um destino de eleição repleto de boas paisagens, boa gastronomia e experiências sensoriais, tendo o seu KM 0 na cidade de Chaves.

Quem percorre a N2 fica com o retrato mais fidedigno da identidade de Portugal e, também por isso, talvez não seja má ideia todos nós pensarmos em ir (re)descobri-la nas nossas motos, assim tenhamos a nossa “liberdade” de volta e oportunidade para isso.

Saiba mais no site da Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 

Fotos: D.R.