O factor imprevisto volta a ser dominante no Dakar, desta feita no decorrer da 4ª Etapa, com o então líder Sam Sunderland a ser obrigado a abandonar a prova devido a acidente. Na frente está agora o piloto a Yamaha Van Beveren.

Foi ao km 260 da 4ª etapa, realizada ao redor de San Juan de Marcona, que se deu o acidente de Sam Sunderland, o que devido às lesões sofridas o levou a abandonar a prova. Apesar do seu andamento vivo desde o início, e sendo um natural candidato à vitória final (repetindo o feito deu ano passado), a verdade é que parece que o karma ainda tem o seu peso sob o piloto, isto porque o britânico em 5 participações no Dakar abandonou 4.

Quem passou a liderar a prova foi o francês da Yamaha, Adrien Van Beveren, deixando o segundo lugar da geral Pablo Quintanilla na Husqvarna, ele que terminou esta etapa na 4ª posição. Xavier De Soultrait realizou igualmente uma excelente prestação, terminando o dia de ontem no 2º lugar à chegada a San Juan de Marcona, sendo actualmente o 5º classificado.  Kevin Benavides da Honda está no top três da classificação geral, apesar de ter registado uma prestação algo modesta em termos de etapa, logrando chegar no 8º lugar.

O Top 10 nesta altura é assim constituído: Van Beveren, Quintanilla, Benavides, Walkner, Soultrait, Price, Jose Ignacio Florimo, Guell e Meo.

Quanto a Laia Sanz, ocupava o 19º lugar à partida para a 5ª etapa, isto depois de ter concluído a anterior na 25ª posição. O único português em prova é Fausto Mota, que referiu à chegada que “concluí mais uma etapa, no quarto dia de prova. Foram 330 km de especial bastante duros. Este ano está a ser muito duro e ainda nem a meio chegámos.”

 

A etapa de hoje, levará os concorrentes do bivouac de San Juan de Marcona até Arequipa, em território Peruano. Quanto a km a percorrer, irão registar-se um total de 774 quilómetros, dos quais 266 km serão percorridos contra o cronómetro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here