Após ter revelado os dados alusivos ao ano de 2017, a Harley-Davidson revelou que as vendas mundiais desceram 6,7% face a 2016, havendo ainda a registar uma quebra de 8,5 no mercado Norte-Americano e ainda 3,9% a nível global. A solução encontrada passa pelo lançamento de um modelo eléctrico.

A tendência negativa no que se refere à venda de motos a nível global, não é na verdade exclusiva da marca de Millwaukee. A verdade é que o público jovem que antigamente comprava motos e seguia de perto o mercado das duas rodas, tem agora novos interesses como a electrónica, os jogos informáticos e a tecnologia. É precisamente a pensar neste Target que a Harley-Davidson irá lançar, segundo a própria marca refere, dentro de dezoito meses uma moto eléctrica, ingressando desta forma num nicho de mercado que ainda é pouco explorado no vasto universo das motos.

Segundo o próprio CEO e Presidente da Harley-Davidson referiu “o mercado de motocicletas eléctricas está ainda na sua infância nos dias de hoje, mas acreditamos que as motocicletas elétricas Harley-Davidson “premium” ajudarão a impulsionar a emoção e a participação no desporto a nível global. À medida que expandimos os nossos recursos, ficamos ainda mais entusiasmados com o papel que as motocicletas elétricas desempenharão no crescimento de nossos negócios “.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here