Mundial de Superbikes: Rea e Davies repartem sucesso em Espanha

O traçado de Aragon, na vizinha Espanha, acolheu mais uma prova do Mundial de Superbikes, naquela que foi a primeira visita este ano deste campeonato a território europeu. Em termos desportivos, Jonathan Rea venceu a primeira corrida, com Chaz Davies a terminar em segundo, uma situação que se inverteu na segunda corrida.

Após a corrida disputada na Austrália e na Tailândia, a caravana do Mundial de Superbikes ingressou finalmente no Velho Continente, tendo a estreia sido atribuída ao traçado de Aragon, na vizinha Espanha. Uma vez mais a luta entre a Kawasaki e a Ducati voltou a ser a nota dominante em ambas as corridas disputadas no passado fim-de-semana, com os acontecimentos a aquecerem na pista.

A primeira corrida foi bastante disputada com Jonathan Rea a terminar na frente de Chaz Davies, com o Xavi Fores e Marco Melandri a cortarem a linha de meta nas 3ª e 4ªs posições. De destacar a interrupção desta primeira corrida, no decorrer da 15ª volta, após o acidente que envolveu Jordi Torres, Leon Camier e Lorenzo Salvadori, o que originou que a corrida fosse encurtada uma volta e dada nova largada. Apesar de Rea ter chegado à liderança, a verdade é que este quase caiu, o que permitiu a Alex Lowes assumir a primeira posição. Rea passou o piloto da Yamaha, mas o espanhol Fores aproveitou uma brecha, antes de Rea saltar para o primeiro lugar. Este último disse no final da corrida que “coloquei o meu coração e a minha alma para chegar ao primeiro lugar, especialmente nas curvas. Estive focado em manter-me livre de problemas e preservar um pouco os pneus.”

Segunda corrida coroou Chaz Davies

Na prova disputada no domingo, o grande protagonista acabou por ser o piloto da Ducati Chaz Davies, ao conquistar no traçado de Aragon a sua sétima vitória. Davies teve um início de prova relativamente calmo, ao optar por partir com um pneu macio atrás, o que demorou algum tempo até este se adaptar ao comportamento da Ducati Panigale. Isso atirou-o para a sétima posição, mas uma prova consistente deu-lhe a oportunidade de ir subindo lugares até poder subir ao degrau mais alto do pódio. No final revelou que “É o número 7, o da sorte hoje, mas tivemos que trabalhar para isso. Sair do oitavo lugar da grelha, foram menos três face ao dia anterior. Sabia que podia atacar. Mas não tinha a certeza do que poderia acontecer, já que optámos por montar um pneu macio e esperava na verdade acabar nos rails. Fui paciente e tentei não forçar o andamento, mantive-me numa boa posição e fui vendo como a corrida se desenrolava, por isso estou muito feliz com este resultado.”

No entanto, nem tudo foram alegrias para a equipa de Bolonha, já que Marco Melandri acabou por sair de Espanha com um certo travo a amargo, ao sentir os mesmo problemas que havia sentido nas duas anteriores provas, com a sua Panigale, aos que se somaram dificuldades com os travões. Mesmo assim, uma subida ao degrau mais baixo do pódio foi o resultado possível com o italiano a dizer que “é frustrante quando tens velocidade para ser capaz de vencer mas não a consegues ultrapassar, Cada vez que o tentava fazer, a moto mostrava-se altamente instável e quase caí quando tentei ultrapassar o Johnny. Perdi o travão traseiro nas últimas voltas e quase caí na curva três e foi bastante difícil para acabar essa volta, que felizmente era a última. O 3º posto é bom, mas não é o que desejo realmente.”

Resultados Corrida 1

1º J. Rea – Kawasaki

2º C. Davies – Davies

3º X. Flores – Ducati

Resultados Corrida 2

1º C. Davies – Ducati

2º J. Rea – Kawasaki

3º M. Melandri – Ducati

Classificação Campeonato após 3 provas realizadas

1º Jonathan Rea/ Kawasaki – 114

2º Chaz Davies/ Ducati – 102

3º Marco Melandri/ Ducati – 96

4º Xavi Flores/ Ducati – 76

5º Alex Lowes/ Yamaha – 70

6º Michael van der Mark/ Yamaha – 67

7º Tom Skyes/ Kawasaki – 63

8º Leon Camier/ Honda – 42

9º Toprak Razgatlioglu/ Kawasaki – 32

10º Loris Baz/ BMW – 27

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.